Você já deve saber que a arquitetura de uma nova loja precisa garantir um ambiente envolvente que melhore a experiência de compra do shopper, certo? Além disso, um projeto desta natureza precisa ser adequado às necessidades reais do espaço e do público-alvo do estabelecimento, visando este objetivo primordial.

O sucesso do ponto de venda está diretamente relacionado com a arquitetura e visual merchandising do ambiente. E para isso, diversos fatores são essenciais em um projeto para aumentar o faturamento da loja.

Mas antes de abordarmos quais os aspectos que não podem faltar no projeto de arquitetura de lojas, precisamos destacar como funciona este processo na prática. Vamos lá?

Briefing

Um projeto de arquitetura comercial se divide nas seguintes etapas: briefing, anteprojeto, projeto executivo e execução. O briefing é, em suma, um checklist de todas as necessidades que compõem o projeto de loja. Como cada nicho de mercado possui necessidades específicas e realidades distintas, a elaboração do briefing visa compreender o cenário atual da empresa, o contexto de aplicação da loja, as problemáticas que devem ser solucionadas no projeto e, principalmente, o produto que a empresa oferece. 

Anteprojeto

Já na etapa de anteprojeto, junta-se as informações coletadas e as características arquitetônicas preexistentes para a composição do escopo de projeto que será avaliado junto ao cliente. Neste escopo é apresentado a materialização do conceito inicial em forma de planta e/ou 3D com a definição de setorização do interior da loja, que analisa o percurso do shopper no espaço (também conhecido como Caminho de Ouro) para alocar, estrategicamente, os produtos de maior e menor impacto nos pontos de contato. É apresentado, também, as primeiras propostas de iluminação, mobiliário, visualização inicial de revestimentos, acabamentos e cores – aqui, uma alternativa interessante é o uso do moadboard pela sua composição de imagens de acabamentos e cores possíveis.

Projeto executivo

Com os alinhamentos e ajustes levantados na primeira proposta, inicia-se o projeto executivo que detalha todos os pontos necessários para a compreensão da proposta à nível de execução, bem como a realização do orçamento – a partir da aprovação desta última etapa, inicia-se a execução do projeto.

 

Agora que você já sabe como ocorre o processo da fase projetual de arquitetura de lojas, veja os aspectos essenciais que não podem faltar no desenvolvimento do projeto:

1. Briefing bem executado:

Um briefing bem executado é a chave para captar todas as informações que devem ser contempladas e respondidas no desenvolvimento do projeto. É ideal para guiar a execução do mesmo, visando a sua futura aprovação.

2. Personalização e adequação à necessidade:

Projetos genéricos não constroem lojas perfeitas. Por este motivo, é preciso considerar as necessidades e particularidades dos produtos de cada cliente (e o nicho de mercado no qual está inserido) para que a solução seja adequada. 

3. Setorização pensada:

É necessário, também, pensar na setorização do espaço no projeto através da jornada de compra do cliente na loja, alocando os produtos para evidenciá-los ou aproveitando pontos estratégicos que impulsionam a compra por impulso.

4. Iluminação direta e indireta:

Seja para compor a escala macro (iluminação geral de loja) ou micro (iluminação pontual), a iluminação é uma das principais ferramentas utilizadas pela neurociência em arquitetura e possui diversas funções no projeto: glorificar o produto, garantir a iluminação adequada para o nicho da loja, promover sensações ao shopper e ter apelo estético.

5. Consideração dos sentidos humanos:

Utilizar os sentidos humanos em prol do impulsionamento de venda também é um aspecto importante a se considerar no projeto. Isso porque a compra final está direta ou indiretamente ligada aos sentidos do ser humano (olfato, tato, paladar, visão, audição) e desenvolver ferramentas no projeto que fazem o shopper interagir potencializa o poder de venda dos produtos.

6. Mobiliário e expositores planejados:

O mobiliário pode ser considerado um dos fatores mais importantes de uma loja, pois ele tangibiliza o contato do shopper com os produtos. Ele precisa ser estrategicamente pensado, produzido e ativado no ponto de venda, a fim de expor os produtos de maneira mais organizada, fluída e adequada, o que facilita o senso de localização no espaço e melhora a visualização das categorias. Em suma, expositores bem planejados são capazes de aumentar o interesse do shopper e, consequentemente, as vendas do estabelecimento.

Outro ponto importante sobre o mobiliário é a construção de suas medidas: se planejada corretamente, proporciona uma melhor circulação, manuseio e posicionamento/interação das pessoas, o que auxilia em valorizar a experiência de compra.

7. Execução e ativação do PDV:

O sucesso de um projeto de arquitetura não fica só no papel: também está atrelado à excelência de execução da ambientação e ativação do mobiliário no ponto de venda. Portanto, é essencial que a implementação no espaço físico seja a mais próxima possível do projeto executivo e no prazo acordado entre fornecedor e cliente.

 

Agora que você já sabe quais são os tópicos mais importantes na construção de um projeto de arquitetura para lojas, para te ajudar ainda mais, vamos deixar abaixo algumas inspirações de projetos comerciais de sucesso que foram desenvolvidos pela Fábrica de Ideias:


Loja D Cores – Sherwin-Williams 

 


Loja Visual Comércio de Tintas – Sherwin-Williams 

 


Mobiliário para loja – Thule
 

E aí? Gostou das inspirações? Conhece algum outro ponto que precisa ser considerado? Deixe aqui nos comentários!


Precisa de ajuda com seu projeto de arquitetura para lojas? 

Se você precisa repensar sua estratégia de arquitetura comercial e projetos para lojas, então saiba que a Fábrica de Ideias pode te ajudar.

Além de possuir know-how e grande capacidade produtiva em ambientações, expositores e mobiliário para lojas, também somos um fornecedor end to end e integramos todas as etapas da arquitetura comercial, desde a análise e concepção do projeto até a produção, logística e positivação no ponto de venda.

Graças ao seu domínio de mercado, a Fábrica de Ideias é capaz de facilitar a execução no PDV e atender aos mais diversos formatos de lojas, nos mais diversificados canais de venda.

Visite nosso site para saber mais sobre as soluções que nós oferecemos.


A Fábrica de Ideias é especialista em merchandising e ambientação no PDV. Há mais de 20 anos no mercado, nossa equipe atua criando, produzindo, armazenando e ativando soluções completas. Não importa qual o seu desafio, a Fábrica de Ideias é o parceiro ideal para merchandising no ponto de venda. Conheça o trabalho da Fábrica de Ideias e contate nossa equipe.

0 respostas

Deixe uma resposta

Quer entrar na discussão?
Sinta-se livre para contribuir!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.